Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$
DEVOÇÃO

 Movimentação de devotos já é grande na Basílica Santuário

terça-feira, 22/09/2020, 07:40 - Atualizado em 22/09/2020, 11:21 - Autor: Suênia Cardoso


Pedidos, agradecimentos e muita fé. Na imagem, Aldenir Santos
Pedidos, agradecimentos e muita fé. Na imagem, Aldenir Santos | Irene Almeida


A 228ª edição do Círio de Nossa Senhora de Nazaré não terá a presença física dos devotos caminhando ao lado da berlinda, pelas ruas da capital paraense, devido a pandemia do novo coronavírus. Mas a fé que move os romeiros vai muito além das procissões. A menos de um mês da festividade católica, fiéis têm peregrinado rumo à Basílica Santuário para agradecer por alguma graça alcançada ou fazer promessas.

Na manhã de quarta-feira (16), como forma de agradecimento pela saúde do pai, a nutricionista Priscila Reis, 38 anos, foi até a Basílica e não conteve a emoção. “Hoje foi o dia de estender minha gratidão pela recuperação do meu pai, que esteve doente com a Covid-19. Toda a minha família adoeceu, mas ele teve um quadro bem pior. Além disso, como vou fazer aniversário na próxima semana, de alguma forma, achei que deveria vir aqui e agradecer”, contou.

Priscila Reis
Priscila Reis Irene Almeida
 

Há quatro anos, a nutricionista acompanha a procissão na corda. Porém, este ano, será diferente. Sem as tradicionais procissões do Círio, Priscila diz que sentirá muita falta de ir na corda, mas terá o seu momento com Nossa Senhora em casa. “Ficaremos em família, agradecendo por todas as bênçãos, afinal, não há muito o que fazer a não ser aceitar que estamos em um ano diferente para celebrações. Minha forma de compensar o sacrifício foi vir hoje à igreja, entrar de joelhos e orar”.

Devota de Nossa Senhora de Nazaré desde a infância, a técnica de enfermagem Liliane Helena Guimarães, 42, acompanha a trasladação para pagar uma promessa que fez pela cura da asma do filho. “Maria me deu forças e prometi que, durante 20 anos, iria na procissão à noite. Já estou há oito anos cumprindo esta promessa. Este ano, fiquei triste por não poder acompanhar, mas tenho certeza que isso tudo vai passar e no próximo Círio voltaremos à normalidade”, acredita.

Liliane Helena
Liliane Helena Irene Almeida
 

Mas o que levou a devota até a Basílica foi outro motivo. Há cinco meses, a mãe de Liliane, de 68 anos, adoeceu e ficou em tratamento na própria casa. O pedido pela saúde dela se deu em forma de promessa, e como a recuperação foi rápida, Liliane tirou um momento para agradecer. “Não soubemos, de fato, o que acometeu a saúde da minha mãe, mas sei que depois que pedi à Nossa Senhora que ela melhorasse, tive meu pedido atendido. Tenho a imagem da padroeira em casa, sou apaixonada por ela e tenho muita fé. Sei que ela intercedeu pela minha mãe, por isso vim de Ananindeua para agradecer”. Até o dia do Círio, Liliane pretende fazer novenas na própria casa e ficar em família no dia da festa.

VISITAS

Muitos fiéis aproveitaram o tempo antes de um ou outro compromisso para dedicar um momento de oração. Foi o caso da esteticista Aldenir Santos, 36. Acompanhada da mãe, ela veio de Santo Antônio do Tauá e aproveitou para visitar a Basílica antes de se dirigir ao compromisso pessoal. “Venho frequentemente aqui e sinto uma profunda tranquilidade. Desde pequena tenho uma ligação intensa com Nossa Senhora. Não sabia que teria missa e, mesmo que não tivesse nenhuma programação, nós entraríamos na igreja para ter um momento com a Mãezinha”. Mesmo sem nunca ter pagado promessa, Aldenir diz que já acompanhou a trasladação e, em outros anos, o Círio. Mas este ano, a ideia é manter-se em casa e realizar algumas novenas.

 Jackelyne Azevedo
Jackelyne Azevedo Irene Almeida
 

Aos pés de imagens sagradas, a pedagoga Jackelyne Azevedo, 22, tirou a manhã para pedir em oração mais uma graça. Ela contou que, na época em que prestou vestibular, foi agraciada com a aprovação. “Fui na corda como forma de agradecimento, sei que foi ela quem me colocou nesse caminho e hoje corro atrás de um emprego. Se deus quiser, a mãezinha há de me conceder”, relatou.

Ela relembrou ainda a sensação ao ir na corda do Círio por dois anos e das vezes em que apenas acompanhou as procissões. “É indescritível. Uma sensação que não tem como mensurar em palavras”. Jackelyne já foi coroinha e sempre manteve o costume de ir às missas, porém, devido a pandemia, evitou sair de casa. “Acredito que este é um momento em que devemos rezar e pedir para que Ela nos abençoe. E que a gente consiga sobreviver a essa pandemia”.

Confira a programação do Círio Musical, que será por lives

Mais uma programação do Círio 2020 alterada por conta da pandemia do novo coronavírus, o Círio Musical este ano terá lives direto dos estúdios da TV Nazaré, com transmissão também pela TV Círio. A programação começará dia 11 de outubro, após a missa, às 19h, e prosseguirá até 25 de outubro, quando finaliza a quinzena ciriana.

A Banda Cristo Alegria abre a programação, que ainda terá diversas bandas e músicos ligados à história do Círio Musical e outras participando pela primeira vez. “O momento é aguardado, principalmente pelos jovens, e é um importante propagador da evangelização dentre este grupo, por isso não poderíamos deixar de realizar. E, este ano, tivemos a parceria da TV Nazaré para isso”, destaca Albano Martins, coordenador da Diretoria da Festa de Nazaré.

Irene Almeida
 

Programação

11/10 - Banda Cristo Alegria

12/10 - Comunidade Caju

13/10 - Banda Apóstulus

14/10 - Banda Mater Dei

15/10 - Ministério Filhos da Cruz

16/10 - Ministério Seráfico

17/10 - Ministério Vida e Cruz

18/10 - Comunidade Católica Shalom - Belém

19/10 - Amanda de Paula e Tereza Mônica

20/10 - Ministério Adorar Jesus

21/10 - Ministério Filhos do Céu

22/10 - Comunidade Católica Maíra

23/10 - Banda Paz Inquieta

24/10 - Banda Filhos da Consolação

25/10 - Live de encerramento

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS