Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
32°
cotação atual R$

Notícias / Te Cuida

ALERTA

Desafio do trigo: saiba porque você não deve fazer a brincadeira com o seu filho

sexta-feira, 24/04/2020, 15:21 - Atualizado em 24/04/2020, 15:21 - Autor: Com informações do Metrópoles


| Reprodução

Com a quarentena, muitas famílias estão aproveitando para pôr em prática desafios que estão viralizando nas redes sociais. Um exemplo é o da farinha de trigo, onde duas pessoas respondem perguntas simultaneamente e, dependendo da resposta, mergulham o rosto de um dos participantes na farinha de trigo. 

A brincadeira tem ganhado cada vez mais espaço na internet, inclusive pelos famosos. Até mesmo mães e pais começaram a reproduzi-lo em casa com os pequenos. 

Apesar de parecer inofensivo, o desafio traz sérios riscos para a saúde, podendo ser fatal. O que explica esse perigo?

De acordo com o pneumologista Marcelo Rabali, a farinha possui partículas muito finas, que podem atingir a parte mais profunda do pulmão, levando a uma forte irritação. “Como é uma partícula inorgânica, ou seja, industrializada, provavelmente vai prejudicar o aparelho respiratório, ocasionando uma crise de tosse. Ao tossir, a pessoa vai inalar uma quantidade muito maior de farinha, podendo levar, consequentemente, a uma insuficiência respiratória. Então, ao aspirar mais farinha, ela poderá ter falta de ar”, explica.

Encontre o celular na foto: desafio vira sensação na internet

Para quem possui problemas respiratórios, os riscos são ainda maiores. “Em pessoas com asma ou bronquite, por exemplo, pode ser uma tragédia, pois elas já têm o aparelho respiratório debilitado. É preciso ter muito cuidado. Se você der uma gargalhada após afundar o rosto na farinha, esse ato de gargalhar também pode levar a aspiração”, alerta Marcelo.

O especialista ainda destaca que as crianças são ainda mais vulneráveis à brincadeira. “Quando você leva o rosto na farinha, pode molhá-la com a saliva, formando pequenos grumos. Esses grumos podem ir para o pulmão e obstruir a passagem de ar, trazendo consequências muito sérias aos pequenos.”

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS